O Cemitério

O cemitério, que fica dentro do terreno do Monastério, oferece um ambiente tranquilo para se refletir sobre a história de Nossa Senhora de Sion em Jerusalém, e, talvez, até mesmo sobre a história pessoal de cada um.

O Padre Maria está sepultado aqui; seu túmulo é arrematado por uma imagem de Nossa Senhora das Graças. Sobre a sua lápide, há sempre muitas pedrinhas que os visitantes põem como um meio de honrar a sua memória (um costume judaico).

O cemitério contém os restos mortais de várias irmãs de Sion, que morreram servindo esta terra, bem como de irmãos de Sion, dos quais alguns tinham sido enterrados antes no cemitério do Monastério de São Pedro de Sião (estabelecido em 1874), no centro de Jerusalém.

Alguns cristãos de origem judaica e outros que foram amigos muito próximos da Congregação também se encontram sepultados aqui. As várias inscrições em Hebraico e Árabe dão testemunho da diversidade da comunidade cristã da Terra Santa.

A partir do cemitério, pode-se contemplar a Igreja da Visitação, o Monastério Russo e o hospital Hadassa.